25 de fevereiro de 2012

A frescura do Não Fico

Eu sempre fui meio underground; simplesmente por ser do contra. Por mais que eu tente (e eu tento!), não consigo gostar das coisas e pessoas que todos gostam. Veja bem, essas coisas não são ruins só porque não gosto delas. Não é nada disso. A discussão sobre gostar ou não fica para outro texto. Só estou dizendo que as coisas e pessoas "pouco" conhecidas sempre me agradaram mais. Talvez porque não há milhões de seguidores enchendo o ego e fazendo com que tudo estrague. Porque olha, as pessoas são perecíveis. Se você não conserva do jeito certo, elas estragam. E quanto mais gente suspirando em cima, mais bactérias. Logo, mais insuportável a pessoa fica.

Isso piora quando certa celebridade tem uma fama de 5 pixels; aquela da internet. Um blog que oferece freebies, um tumblr que oferece freebies ou um vlog que oferece... freebies. Alguns dizem o que os outros querem ouvir. Alguns oferecem o que os outros não conseguem fazer (por mais simples que seja). Não importa o conteúdo ou a troca de favores, os famosos se valem à base de comentários, retweets e seguidores. Logo, o "ídolo" fica insuportável. Uma FAQ aparece, uma impaciência desponta e respostas curtas ou monossilábicas brotam, até que o seguido começa se achar bom demais para conversar com seus fãs. Tudo é motivo de Humpf! Já respondi isso! ou Humpf! Outro plágio! e também Humpf! Falta tempo para dar atenção à vocês! Mesmo que ele não tenha nada para fazer. Mesmo que seu tempo seja ocupado somente pelo ato de limpar a bunda após ir ao banheiro.

De repente, não mais que de repente, a sub-celebridade internética arranja o que fazer em sua vida offline. Ou melhor, fica de castigo sem computador, vai passar alguns dias na casa da vovó ou precisa terminar o importante TCC sobre a problemática do ponto e vírgula, que há muito foi extinto da língua portuguesa. Seja lá qual for o motivo (que até pode valer alguma coisa), tal dilema chega a parar a bolsa de valores e ninguém mais sabe o que fazer! A pessoa não publica mais nada, as perguntas se acumulam, os preguiçosos não conseguem mais montar um simples HTML e a internet, apodrecida, começa a despencar. Pedaços e mais pedaços caem, mas o Famoso está firme em sua decisão: Stol sem tempo rs bjos.

Então, a novela mexicana começa: de um lado, o Famoso dizendo que está ocupadíssimo ou que não pode suprir a falta de energia positiva alheia. Do outro lado, os seguidores e fãs e admiradores e sanguessugas choramingando que mas ti adoramus tanto s2 naum vai imbora! Quando você pensa que o cara (ou garota) está partindo dessa para a offline, heis que ressurge das cinzas mais uma mensagem de mesmo conteúdo e desculpa: Calma kkkkk tô sem tempo meixmu!

Eu, infelizmente, comecei a seguir um perfil no tumblr de um cara, até então, super bacana. Nada, nadica de nada em especial, mas bacana. Não sei que caralhada houve, mas por duas longas semanas e muitas páginas na dashboard esse cara ficou se despedindo de seus súditos. Eu disse duas semanas e muitas páginas. Ask atrás de ask com respostas e rasgação de seda. Claro que eu não deixei por menos (não que isso faça diferença na vida de alguém); mandei para ele e seus seguidores uma mensagem gentil: Se você quisesse mesmo ir embora, já teria ido! Pronto. Sou o tipo de pessoa que se sente mais leve após dar esporro em alguém. Não sei qual foi a resposta, desconfio que meu tumblr esteja crucificado no alto de um morro, mas de nada tenho certeza porque cliquei feliz e contente no Unfollow. Fazer o que se na internet não podemos bater o telefone na cara da pessoa?! Só restou dar um clique miserável no quadradinho...

A conclusão é simples: carência afetiva. Não bastasse os mais de 1000 imbecis puxando o saco, a sub-celebridade de 5 pixels ainda precisa de muito amor e companhia forjando assim, uma despedida cheia de lágrimas e pesares por semanas a fio, como se não houvesse o amanhã, como se fosse morrer ali e naquele instante. Cinco dias depois, tudo volta ao normal se como nada tivesse acontecido. Os súditos acham mesmo que conseguiram convencê-lo a ficar. O Famoso acha mesmo que essas pessoas só querem sua companhia e não percebe que seu fim chegará assim que outro ter algo melhor do que ele para oferecer. Usurpando assim, sua latrina dourada.

Só tava de brinks, pode dizer à todos que fico (otários!)

10 comentários:

Ana Luísa disse...

HAHAHAHA, ai Del, você arrasa. Eu também não tenho paciência nenhuma pra cu doce. Pra mim é aquela típica história de quem fica falando que vai suicidar e nunca suicida. Quem quer mesmo suicidar, vai lá e se mata, simples assim. E não fica pedindo confete!

Nick Soad disse...

Eu não aguentei. Ri demais. Concordei a toda hora.
Poxa, tu tirou as palavras da minha boca, Del.
Eu me lembrei do primeiro post do meu blog. Post esse, que já deletei na vida passada. Muito tempo, mesmo.
Eu falava sobre a mesma coisa. Tinha a mesma opinião e desabafei geral.
Querendo ou não, isso incomoda.
Não gosto de frescura, também. Começo a enjoar quando vejo pessoas lambendo as outras.
Mas, fazer o quê? É o que há de monte por aí!

Andreia disse...

O pior de tudo é verdade!

Quanto mais seguidores tem e mais asks recembem mais convencidos ficam. Acham-se os melhores e vivem a rebaixar os outros. No tumblr vejo muito disso; tanto é que tive que me afastar do site durante algum tempo. Agora já não ligo tanto para esse tipo de coisas. O jeito é dar unfollow e seguir em frente. É o que esse tipo de gente merece.

Beijokas.

OBS: o comentário fiou minúsculo porque - como é óbvio - o Blogger resolveu lixar o meu comentário bíblico! -.-

Deborah disse...

Web-celebrity é foda. Eles têm até um nome chique em inglês.

Fran Carneiro disse...

Sub-celebridade de 5 pixels. ahahahahahahahahaha.

Mas tá certa, Del. Tenho que concordar com isso. Não sei onde tem acontecido mais: blog ou tumblr. Tenho minhas desconfianças. E só pra constar: como se alguém precisasse de permissão dos "seguidores" pra dar atenção para a vida particular, tsc.

Edgar disse...

Eu não me considero um cara underground, mas também sou avesso, por natureza, a qualquer coisa que um grupo muito grande de pessoas elogie efusivamente. A partir do momento que eu percebo que alguma coisa está sendo canonizada por um grupo, largo aquilo de lado. Ou começo a caçar defeitos. Sim, eu caço defeitos em coisas que eu gosto, porque não existe nada perfeito nesse mundo. O que quase ninguém entende é que o fato de eu parar para identificar os defeitos de qualquer coisa não vai me fazer deixar de gostar dela. Principalmente porque vou estar sabendo todos os defeitos de tudo aquilo que eu gosto. E se tem uma coisa que eu não tolero é ver pessoas dizendo que coisas são perfeitas, que pessoas são as maiores e melhores, que fulano ou ciclano é um mestre ou qualquer merda nesse sentido.

L.H.C disse...

Muito bom, sub celebrity na vida real já é insuportavel, na web então; olha, tem muita gente que acha que está super in, mas eu não dou cabimento, nem virtualmente consigo bajular.

Dellone disse...

Mandou bem e direta ao ponto!
Gostei um pouco deste post,
Obs: não vou dizer que gostei muito
senão você vai acabar excluindo o post, kkkk( brinks)

...Ficou muito bom e realista (total)

Tenha um Belo domingo
e uma ótima semana... até breve!

Thay disse...

Pior que a internet está repleta de seres assim, acredito que é o que se mais encontra por aqui! Mas não entro muito nessa não... quem pede por atenção e precisa disso pra se sentir bem deve ter algum probleminha. E isso de não seguir 'modas' eu vivencio na música: sabe aquela cantora/banda ou o que quer que seja que está super em evidência? Eu devo ser uma das últimas a ouvir. Sei lá, parece que se tem muita gente falando vou me decepcionar quando conhecer. Então normalmente espero a poeira baixar pra verificar qual a história. XD Foi o que aconteceu com aquela Lana Del Rey. TANTA gente falando e eu lá, boiando. Quando finalmente parei pra descobrir quem ela era pensei um palavrão, haha, muito burburinho por nada!! A moça tem seus méritos, mas não é aquela Coca-Cola toda. o/
Beijo, Del!

Pri Bragança disse...

Hahahaha ADOREIII!!!! Rolei de rir do "Se quisesse mesmo ir, ja teria ido"... Dá uma sensação boa ao ler isso. Nossa...

PS.: Te indiquei prum meme.

Postar um comentário