1 de março de 2012

O meme das onze perguntas

A linda da Pri Bragança me indicou para fazer este meme que corre o mundo blogueiro. O único problema será minha indicação e perguntas porque a) não sei quem indicar e b) sou péssima para fazer perguntas! Mas assim, péssima mesmo. Vou tentar, claro. Vocês vão fingir que ficou legal, né. Tudo termina bem. Como diria Lauri Ylönen, o magnífico: No fear, destination darkness! (e eu avisei que ficaria insuportável quando The Rasmus voltasse com o novo álbum)

Regras
1. Escrever 11 fatos aleatórios sobre você;
2. Responder as 11 perguntas que a pessoa que te indicou fez;
3. Criar 11 novas perguntas para as pessoas que você indicar;
4. Escolher as 11 pessoas que você indicará e colocá-las no seu post;
5. Avisar as 11 pessoas escolhidas;
6. Não as indicar de volta;
7. Colocar as regras no post.


11 fatos aleatórios sobre mim:
1. Ainda terei um Clydesdale e um Arabo-Friesian!
2. Uma andorinha só não faz? Verão!
3. Tenho acrofobia, mas quero aprender (e dar aulas de) Tecido Acrobático.
4. The Rasmus, porra!
6. Metade do meu nome é um verbo.
7. Eu mesma corto meu cabelo, e acredito que toda mulher consegue viver sem um salão de beleza.
9. Clara Casanova.
10. Não gosto de bem-casados.
11. Existem mais coisas sobre mim do que imagina a vã internet.

Pri Bragança pergunta:

1. Se pudesse ter um super-poder, qual seria?
O poder da cura. (ou ser atingida por raios gama e super-desenvolver meu alter ego)

2. Quem é a sua referência? Uma pessoa que te serve de exemplo na maneira como age diante da vida.
Silvia Nobre Wajãpi. (e algumas outras pessoas)

3. Se pudesse voltar atrás, quanto voltaria e o que mudaria? Se não mudaria nada, o que viveria de novo?
Uma resposta difícil porque minha vida não foi exatamente o que esperam os direitos humanos. Então, acho que voltaria o máximo possível e mudaria todo o necessário. Com certeza manteria alguns momentos com pessoas especiais, que acabaram por sair muito cedo do meu convívio social, e viveria novamente sensações as quais (infelizmente) já esqueci. Mas acredito que a vida leva-se para frente! O que passou, passou. O importante é aprender continuamente, pedir desculpas quando necessário, perdoar e torcer pelo melhor daqui em diante; sempre fazendo por merecer.

4. Qual é o seu personagem – de filme ou livro – favorito? Por quê?
Ai, são tantos! (estou me sentindo no programa do Jô Soares ao responder este meme) Uma personagem que marcou minha "estrada literária" foi a Morte do livro A Menina que Roubava Livros, escrito por Markus Zusak. Ele é o melhor escritor da nova geração, na minha opinião! Tenho um estilo onde personifico sentimentos, sensações e outros substantivos, por isso me identifiquei muito com essa personagem.

5. Qual é o seu maior sonho? O que precisa fazer para realizá-lo?
Não alimento sonhos. Tenho alguns, mas não fomento nenhum. Sou levada de um nível ao outro por outras razões que não o sonho. Pode parecer impossível, até mesmo confuso, mas é assim que aprendi a viver. Porém, é claro que eu adoraria ser lida por centenas de pessoas! Não me tornar famosa ou rica, mas sim compartilhar meus livros com o maior número possível de pessoas, para que estas sintam as emoções que eu sinto. Quero escrever para que chorem, sorriem e fiquem indignados; para que descubram outros pontos de vista e as diversas faces do mundo. Sempre fui uma garota muito sozinha, mas desde cedo amei contar histórias! Outro "sonho", digamos fantasia, é me apresentar em um espetáculo circense.

6. Qual a viagem/passeio que fez que ficará guardado na memória para sempre?
O ano em que morei na Suíça. Um ano denso, de inúmeras superações e novas experiências. Fui com uma mão na frente e outra atrás, sem conhecer ninguém e sem falar o idioma (no caso, o alemão). A partir de lá, conheci alguns países que fazem fronteiras e isso pode parecer óbvio, mas o ser humano não faz ideia do quanto o mundo é grande!

7. Qual é o seu pior defeito?
Tenho o terrível vício de me subestimar. Por consequência, sou perfeccionista e ainda mais: teimosa, cabeça-dura. Inevitavelmente orgulhosa também.

8. E a sua maior qualidade?
Que pessoa com estes defeitos consegue enxergar qualidades em si mesma? É um tanto complicado, mas vejamos. Sou companheira, quando amo a pessoa. Muitos dizem que sou engraçada. No perfil aqui ao lado afirmo que sou autoirônica, e isto é verdade! Caso contrário, não sobreviveria a tantas piadas que o cosmo prega.

9. Você é feliz com o que faz? (estudo ou trabalho)
Sim! Escrever é o que justifica toda a minha vida. Acredito que cada um de nós nasce com uma missão; a minha é dar esperança para as pessoas, um pouco mais de cor e outros ares. É a única coisa que sei fazer e a qual quero continuar fazendo. Mesmo se eu entrasse sob uma tenda e nunca mais quisesse sair, mesmo que fugisse no ônibus de turnê do The Rasmus, mesmo que roubassem de mim tudo o que sou e tenho: ainda assim, eu escreveria com um pedaço de galho e o meu sangue.

10. Você tem medo de mudar/arriscar?
Não. Olha, eu tenho medo de muitas coisas, mas jamais deixaria de mudar ou me arriscar se isso implicasse em algo maior e melhor para mim. Afinal de contas, após a resposta do item número 6, vocês podem esperar qualquer coisa de mim.

11. Se você tivesse que escolher um objeto dentre os que possui, qual seria?
Pode ser dois? Não tem como deixar um deles de lado; pensei nesta hipótese, mas falhei miseravelmente. Meus dois objetos escolhidos são meu notebook, onde consta minha vida, e o Maior Livro na Face da Terra, que demorei muito tempo para (re)encontrar e não largo mais!

Tentei (e fui) o mais sincera possível nas respostas. Espero que vocês tenham gostado (esta frase é mais do que um clichê na blogosfera, mas é real). Queria agradecer a Pri mais uma vez, pois adoro memes criativos! Agora vem a parte mais difícil. Pois é, achei que seria trabalhoso responder as perguntas, mas difícil mesmo será fazê-las e indicá-las para outras pessoas. ARGH!

Del Lang, a The Rasmusística, pergunta:

1. O que faz você se emocionar?
2. O que você faz quando não há ninguém olhando?
3. O que significa a fé para você?
4. Se coubesse apenas uma pessoa em seu coração, quem seria?
5. Quais seriam seus três desejos para o Gênio da Lâmpada?
6. O que faria você quebrar paradigmas?
7. Na ilha deserta: o que ler e ouvir?
8. Se eu dissesse que você é capaz de voar, basta querer: acreditaria em mim?
9. No fim do arco-íris há um pote de ouro ou somente o fim da beleza de cores?
10. Um homem cego está atravessando a avenida movimentada ao mesmo tempo em que o amor de sua vida passa pela calçada: e agora?
11. Qual é a melhor (ou mais bonita) arte do Manifesto?

Quis viajar um pouco e acho que exagerei, mas cá estão minhas 11 perguntas aos indicados. Por favor, ao respondê-las mande o link para mim! Quero muito muito muito ler todas as respostas.

As pobre coitadas indicadas:
1. Janaína, do Leitmotiv
2. Daniela, do Sem Formol Não Alisa
3. Ana Luísa, do Minha Vida Como Ela É
4. Leila, do In My Place
5. Amanda, do Maçãs Verdes
6. Franciellen, do Meu Palanque
7. Andreia, do Heart Plush
8. Gabriela, do Psiquê Cotidiana
9. Tary, do Doces Rodopios
10. Deyse, do Verdade Mal Contada
11. Gabriela, do 187 Tons de Frio

3 comentários:

L.H.C disse...

Eu adorei o meme *outra frase clichê, mas tamos aí*, acho tão legal saber um pouco mais sobre o ser que está por trás do layout do blog, por que, vamo combinar, depois de alguns posts e comentárias a gente se apega a estas pessoas, não é mesmo? As suas perguntas são bem interessantes também, responder vai ser dificil, mas acho que mais dificil ainda será criar as minhas perguntas, veremos o que dá.

Ana Luísa disse...

Ei Flor! Adorei receber suas perguntas! Como já fiz 2 posts respondendo 11 perguntas, pra não enjoar os meus pacatos leitores, vou responder aqui mesmo, tudo bem? :D

1. Nenéns recém-nascidos saídos do forno, e reportagens tristes. Dificilmente choro com filme ou novela, mas às vezes acontece!
2. Danço no meu quarto!
3. Acreditar.
4. Absolutamente não sei como responder. :(
5. Que ninguém no mundo passasse necessidade, que eu conhecesse e me apaixonasse pelo amor da minha vida logo e que eu tivesse uma biblioteca que nem a da Bela e a Fera.
6. QUE?
7. Ler Harry Potter e ouvir meu Ipod maluco no aleatório. Tocaria de tudo!
8. Sim. Aliás, já acreditei.
9. Nenhuma coisa nem outra! Existe o outro lado do arco-íris.
10. Capaz que eu não ia perceber nenhuma das duas coisas: Sou super distraída.
11. A arte mais bela não está no manifesta: Teatro <3

Pri Bragança disse...

Yay!!!! Ai que eu amei suas respostas e as suas perguntas também! Deu até vontade de respondê-las.

:D

Postar um comentário