18 de maio de 2012

Os meus cinco desejos (versão 2.5)

O que fazemos com 25 anos? Por favor, não me mande enfiá-los naquele lugar. Já está cheio e não comporta mais 25 anos, que serão completados no próximo mês. Não gosto de comemorar meus aniversários; são lembranças ruins e sempre fico rodeada por um pau no cu. Mas como meu inferno astral está começando (se como não bastasse o azar habitual), resolvi dar um upgrade no ânimo fazendo uma singela lista. Vou fazer de conta que faço parte do crème de la crème paulistano, e que não existem barreiras para meus desejos. Meus anos estarão em festa (!) se eu ganhar:

#1 Um mordomo

O Batman pode vir de bônus. Talvez ele não goste da fruta, mas se eu tivesse um mordomo nada disso seria problema. Contratempos não existem quando temos um escravo moderno e fiel. Meus pés seriam massageados, minhas unhas pintadas de vermelho, meu quarto viveria arrumado e cheiroso, minhas roupas seriam organizadas por cor em ordem degradê no armário e minha granola seria servida todas as manhãs acompanhada por um cravo branco ou gérbera vermelha. Eu teria alguém para me avisar que "isso dará merda, milady" e seria poupada de certos aborrecimentos. O telefone seria entregue em uma bandeja dourada (eu não disse de ouro, eu disse dourada). O meu suco de acerola com laranja chegaria pronto e com guarda-chuvinha assim que eu esticasse meu braço. Enfim, o meu lado pirua viveria pleno e livre das garras dessa moça horrorosa e pobre com a qual me fantasio todos os dias. Oui, mes amis!

#2 Um Arabo-Friesian

No meme das 11 perguntas eu disse que ainda terei um cavalo, e não menti! Vou consegui-lo nem que para isso eu tenha que vender o Jaguar e o Porsche que eu não tenho. Ainda. É tudo questão de tempo. Sempre gostei de cavalos e quando pequena andava na chácara dos meus tios. Para mim, é um animal fascinante! Consigo imaginar eu e Janfred, meu mordomo, ambos na badalada hípica - ele segurando sombrinha, água mineral, leque, tablet, o Batman, as chaves do Rolls-Royce Phantom e eu acariciando meu lindo e negro Monsieur (não tenho cavalo, mas ele já tem nome).

#3 Cupons e descontos

Se eu puder economizar R$ 00,99 você pode ter certeza de que irei fazê-lo. Se meu cavalo custar R$ 90.000,99 eu vou pedir a bala de menta no troco. Eu adoraria receber uma caixa repleta de cupons, daqueles recortados em revistas, valendo um livro, outra revista ou até mais um cupom. Seria uma delícia entrar na Accessorize e encontrar tudo com 90% de desconto para aniversariantes. Melhor do que isso só achando R$20 na rua, tipo minha mãe. Eu não reclamaria de chegar no caixa da Livraria Cultura na Paulista lotada de pedaços de papel picotados, que valem rios de literatura. Também não acharia ruim de entrar em um restaurante e ter o manjar dos deuses graças ao vale-alguma-coisa. Gente como eu, que não nasceu em berço de ouro (aliás, em berço nenhum) ou fica rica desse jeito ou morre tentando.

#4 Um circo

Nunca pensei em montar uma companhia circense. Não, prefiro ficar sentada na plateia ou até me aventurar no tecido acrobático, mas administrar um circo não está nos meus planos. Por outro lado, viver disso seria o trabalho perfeito para mim, concordam? Apesar de não ter nascido em uma família tradicionalmente circense, eu poderia experimentar. Janfred cuidaria da parte chata e burocrática enquanto eu, obviamente, ficaria com o mais legal da história. Palhaço é o que mais tem nesse país, não seria difícil encontrar um montante no primeiro estalar de dedos. Monsieur seria a atração principal juntamente com Benjamin, mas meu acervo de animais não passaria desses dois. Talvez uma girafa, a Doroteia, que sempre quis ter. Gertrudes, uma batara adestrada que usa cartola e talvez um hipopótamo, o Sílvio Fabrício. Todos muito bem cuidados, com toda a certeza desse e de outros mundos! Viajar pelo país, quiçá os continentes, conhecendo todas as culturas é algo que todo ser humano deve almejar. Já imaginaram fazer isso em um circo? Puxa, pensando bem, vou trabalhar melhor essa ideia de companhia circense.

#5 Um gênio da lâmpada

Eu sempre achei que ele fosse o demônio, e estando no inferno, só me resta abraçá-lo. Janfred, infelizmente, não é o suficiente para atender a todos os meus anseios. Eu preciso de uma mágica branca para atingir meus objetivos. Qual seria o nome dele? Não sei. Eu ficaria muito ocupada desejando mais um bilhão de desejos e não teria tempo de pensar nisso. Eu não pediria a paz mundial, caso você esteja se perguntando, mas sim "que os homens aprendam a conviver com a paz, e percebam que ela não é inimiga". Logo em seguida viria minha biblioteca pessoal, o fim da minha unha encravada e um barril de sorvete de flocos. Desejaria que o meu aniversário fosse comemorado com um show privado d'O Teatro Mágico com todos meus amigos e queridos, e que muito além de presentes eu tivesse saúde para continuar. Que as pessoas sejam felizes, apesar delas mesmas. Que o Benjamin seja sempre esse cachorro amoroso e satisfeito. Que eu faça por merecer, principalmente.

Mas como nada disso é possível, eu me contento com livros e abraços. Algo me diz que, mesmo se eu tivesse todos esses pedidos atendidos, eu continuaria sendo essa garota que quer calor humano ao invés de ar condicionado. Entende? Que bom!

16 comentários:

Luciana Brito disse...

Poxa, adorei esse texto. E acho que pelo menos a parte do mordomo eu também gostaria de ganhar de aniversário (que por coincidência, também é no mês que vem).

Também não sou muito fã de comemorar, mas sou daquelas que prefere calor humano também. Mas, como minha vida social e minha família são uma tragédia grega à parte, fico com o calor humano do namorado. xD

Beijo!

Jana disse...

aniversários, aniversários... Se não fosse bolinho gostoso e docinhos da mamãe, eu preferia não comemorar. haha
também queria cupons de desconto! *-*

AquilesMarchel disse...

cupons de desconto foi o melhor trecho uahusa


adorei

Simone Oliveira disse...

Puxa, adorei seu texto. Também não sou lá muito fã de comemorações e sempre o aniversário se aproxima bate aquela nostalgia... Se eu ganhasse um geniozinho da lâmpada no próximo aniversário, ficaria bem feliz! rs

Beijos!

Karina Azevedo disse...

Adorei o post, Del! E, meu Deus, como eu gostaria de ter um Janfred só pra mim! Se algum dia na vida eu ficar rica (ou conseguir um cupom de vale um mordomo) essa será a primeira coisa que levarei para casa. Um gênio também seria muitíssimo bem vindo. E eu consigo te imaginar viajando pelo mundo com um circo - um Batman e um mordomo, também.
Beijo!

Ana Luísa disse...

HAHAHA, muito bom, Del! Quero um mordomo pra ontem! Um gênio da lâmpada também! Iria querer comprar o camarote da estreia do teu circo!!

Nicole disse...

Me fez desejar um mordomo, sem mais. haha

L.H.C disse...

Eu ri muito Del, Janfred foi ótimo, mesmo! Meu mordomo seria Alfred; acho que da sua lista eu dispensaria o circo.

Mia Sodré disse...

Quando eu era pequena, fingia que meus irmãos eram meus mordomos (isso tudo por causa de The Fresh Prince in Bel-Air, é claro). Sempre gostei da ideia de ter um só pra mim. Pena que a gente é pobre e não pode. hahaha C'est la vie.

Meus desejos seriam um pouco mais simples e talvez mais esquisitos. Acho que o mais estranho seria ir para um país distante e gelado, juntamente do meu namorado, é claro, e morar sozinha com ele (e um mordomo! haha) em uma casa com aquecedor e uma lareira fofinha, com almofadas coloridas e muita seda por todo o lado. Isso seria incrível! Ah, e ter uma cobra em um quarto também seria bom. E um tigre "domesticado". hahaha

Viajei aqui. Enfim.
Mas me diga: você está de aniversário pra falar dos seus 25 anos? Oh God, daqui a pouco eu chego nos 20... Como o tempo passa rápido! Se bem que isso é bom. Seria um saco se as coisas não mudassem, não evoluíssem.
Enfim. Beijo!

Thay disse...

É só você mesmo pra vir com desejos assim! Mas, olha, eu não reclamaria se aparecesse um Batman (pq eu não acredito que ele goste de garotos!) e um Alfred! A vida seria bem mais fácil, não há dúvidas! Outro dia estava assistindo tv e tem um programa que só fala de cupons e desconto! E como tem gente que vai atrás deles até em latas de lixo para não ter que pagar pelas compras. Aqui nossos cupons são apenas "junte dez e ganha meia pizza", haha. E um gênio, poxa, seria ótimo, hein? Beijo!

Dea Carvalho disse...

Deveria ser Lei que no aniversário (não todo mundo, mas pelo menos nós, meros mortais com ganas de ser metido a besta)todos os desejos obrigatoriamente seriam realizados!

Ba Moretti disse...

Você me mata com essas peraltices mentais. Me jogava nesses seus desejos bonito. Curtindo te visitar pra conhecer seu novo mordomo e o Batmam. Tentando perder o medo de cavalos que peguei sei lá da onde. E olha que já cavalguei muito e AMO cavalos. Curtiria gastar cupons com você. Ou simplesmente acha-los pra você. Com certeza visitaria seu circo. Isso se eu não embarcasse junto. Vai saber, poderia ser útil em algo. E quanto ao último item aconselharia a pedir que estivesse sempre a procura de algo. Há quem diga que o que move montanhas é essa nova eterna insatisfação e sei que o sabor da conquista é de se saborear como se fosse o último.

gabriela m. four disse...

Quando eu vi o primeiro item, pensei "como assim uma porra de uma mordomo???" HAHAHAHAHAHAAHAH cê é louca, muié.
SÓ QUE depois de ler a lista inteira, desprezei o pensamento inicial porque é bem a sua cara mesmo desejar essas coisas impalpáveis, exceto o cavalo que é palpável (embora seja caro para caramba: venda um rim e um fêmur e compre um cavalo) e é o único item que não combina com você, a meus olhos pelo menos.

gabriela m. four disse...

E que matéria escrota é essa do Batman gay?! Que afronta. Deprimi por umas três vidas, aff =/

Elizia Cavalcante disse...

Adorei a lista, e o mordomo, com certeza é o "item" mais legal. um máximo ter alguém pra lhe fazer as vontades e bajular.

Edgar disse...

Até gosto dessa ideia de ter alguem fazendo coisas pra mim, alguém cuidando do lado prático da vida, afinal de contas, eu também moro sozinho. Mas daí a ter um mordomo, Batman? Porra, em que nível de "CRIADO POR VÓ A LEITE COM PÊRA" essa criatura está?

Se eu pudesse ter comigo uma lâmpada magica, decerto uma das 3 coisas que eu pediria (isso se não pudesse pedir o caneco da Libertadores da América, cachorros falantes e seres humanos do sexo feminino correndo felizes e peladas ao meu redor) seria gravar meus sonhos e, se possível, vive-los ou escolher continuar a sonha-los. Eu tenho cada sonho imbecil que é melhor deixar pra lá, mas em compensação tambem tenho sonhos legais. Dia desses mesmo eu sonhei com uma coisa que me fez acordar feliz. Sonhei com meus primos(as) de BH, faz alguns anos que cada um está em uma parte diferente do mundo. Sonhei que eramos crianças. Saca aqueles sonhos muito reais? Foi quase uma volta a infância, aquela época em que eu fui muito feliz, aproveitei bastante e tento na medida do possível continuar aproveitando.

Postar um comentário