3 de julho de 2012

O meu escritório vitoriano

Daí que eu decidi mostrar à vocês esse pedacinho de mundo medíocre: meu quarto. Redecorei o espaço recentemente e, devo dizer, fiquei orgulhosa do trabalho que mamãe e eu fizemos! Tudo bem, ela ficou encarregada das coisas mais importantes, mas não seria o meu canto se não tivesse o meu toque final. Além do que, a artista aqui é ela, eu só escrevo e... bom, sou filha da mãe (e olha que nem é uma tarefa fácil ser filha dela). Fiquei responsável pela escolha dos móveis novos e ela pela restauração. Vou te contar, mamãe mata à pau quando o assunto é restaurar. Eu não sei o que seria de mim e dos meus objetos vintage (oui!) sem a destreza de Dona Mamis. Pois eu, mão de vaca se lhe apetecer, não compro nada em lojas convencionais com os preços abusivos - eu caço oportunidades em bazares.

Foi em uma dessas caçadas que encontrei uma mesa antiga, em madeira pura, por R$60,00! Ainda compramos mais outra (de centro) octagonal por R$10,00. A mesa não era bem o que eu pensava, mas minha imaginação é complicada; não posso levá-la a sério. Portanto, o móvel está perfeito ao seu modo. Eu adoraria ter participado do processo, mas minha rinite e bronquite asmática não permitiram a atividade no meio do pó, na hora de lixar, e o cheiro do verniz imbuia, na hora de pintar. Precisamos, também, comprar um puxador de ferro já que tínhamos apenas três. No fim das contas, a cor ficou idêntica a que eu queria e o resultado é maravilhoso!

(clique para ampliar)

Fiquei animada e resolvi reformar um criado-mudo antigo, que está na família desde... sempre. É tanto tempo, que eu realmente não me lembro nem sei a procedência; já estava por aí quando nasci. Minha mãe havia pintado de branco e assim eu usava em meu quarto, mas com a nova mesa achei que não combinaria. Tiramos a tinta branca com um removedor, lixamos (falo no plural se como tivesse movido um dedo, mas enfim) e minha mãe mais uma vez passou o fantástico verniz imbuia! Por mim, eu passava esse verniz até nos cachorros, é lindo de morrer.

(clique para ampliar)

Então, me animei de vez - o que é um perigo. Arranquei duas portas do meu armário, colocando a televisão dentro dele. Acredite! Voltei a pendurar minhas bolsas em um tripé, o que não me agradou muito, mas é o que temos para hoje. Mudei a cama de lugar, o que me obrigou a tirar a prateleira de livros da parede, pois não gosto de nada acima da cabeça. Sabe como é, vai que cai durante a noite e eu morro de traumatismo craniano sem poder me despedir. Com os livros órfãos de um lar para chamarem de doce, coloquei a cachola para funcionar. Onde vou guardar essas merdas? Então, mamãe salvadora da pátria veio com a brilhante ideia de construir uma estante apartir de dois criados-mudos. Ela colocou um por cima do outro, presos ao meio, e enrolou com jornal. Após isso, passou tinta acrílica branca, cola líquida e adivinhem!

Verniz imbuia!

Os criados-mudos estavam bem velhos, até um pouco enferrujados, mas ao invés de jogarmos fora inventamos um novo móvel para os meus livros. Aproveitei para fazer meu "canto circense" e ainda guardar minhas pelúcias favoritas e velas que ganhei de mamãe e outra que comprei. Sou completamente apaixonada por essa ideia e acho que será difícil comprar qualquer coisa de vime legítimo. Assim como o verniz, se fosse aceitável, eu enrolaria o Benjamin em jornal também! Agora tudo é motivo para fazer cestas e reinventar móveis! Sempre que chego dizendo ter uma ideia, minha mãe já sabe que terá de trabalhar com jornais.

Meu quarto ficou bonito. É um cômodo grande, mas torto (um português construiu, mas evitemos piadas), que me impede de dispôr corretamente os móveis. Por mais que eu organize, tenho a impressão de que há espaço vazio ou algo fora do lugar. Mas admito que a mudança fez muito bem a minha autoestima e renovou as energias. Não posso esquecer de mencionar o blog do Pablo, que é minha principal inspiração!

Não tiro fotos do quarto inteiro porque ainda faltam muitos detalhes, mas meu canto vitoriano já está pronto. E é daí que saem os melhores textos do mundo (só que não)! Ainda estou pensando em pendurar algo na parede, com tema circense (ah vá), mas não encontrei nada interessante. De qualquer forma, estou pronta para aparecer em uma reportagem sobre "o canto dos escritores".

14 comentários:

L.H.C disse...

Adorei Del! Que legal consegui comprar móveis em bazares, sou fã de móveis antigos. Ah queria um cantinho meu tbm

Ana Luísa disse...

Adorei, Del!! Queria muito ver uma foto do quarto todo! Fiquei curiosa!!

Karina Azevedo disse...

Estou apaixonada pela sua mesa e pela sua mãe que reforma essas coisas, porque ficou tudo tão amor! To morrendo de vontade de fazer alguma coisa com o meu quarto também, já que ultimamente não to com ânimo nem pra abrir a janela pro pobre coitado tomar um ar. Vamos ver se tenho alguma ideia.
Beijo, Del!

Jana disse...

Gostei, Del!
A mesa ficou muito boa, parece nova mas com cara de coisinha velha que é sempre lindo! haha
Gostei especialmente do arranjo feio pra colocar os livros. O que jornal enroladinho e cola não fazem, né? Ficou ótimo!

Beijão ;*

Gabriela Freitas disse...

Adorei, sério! Também estou reformando o meu, mas não tenho noção do que irei fazer, parece que é tudo novo, sabe? Adorei seus móveis;

Babi Farias disse...

Ler e ver posts como o seu me inspiram muito, pena que eu ainda não tenha verba para dar uma ajeitada no meu cantinho. Me identifiquei e ri a beça da parte "é um cômodo grande, mas torto (um português que construiu...)". :x
Continue com as mudanças, porque vou adorar acompanhar essa transformação.
Beijo!

Luana Natália disse...

Ficou tudo maravilhoso!
Eu preciso urgentemente dar uma tapeada no meu quarto também, porque, assim como acontece com você, minha autoestima melhora 90%. Afinal, mudar para melhor é sempre uma boa jogada, né?
Abraços!

Camila disse...

Gente, a sua mãe é uma artista!
Ficou tudo muito lindo, a cor combinou
muito com o piso branco.

Quando fui reformar meu quarto, meu cunhado é que
colocou em prática todas as ideias que eu tive, porque eu... rss
Mas é uma delicia né, fica outro clima mesmo.
Do meu já enjoei, tô precisando ter novas ideias...

Elizia Cavalcante disse...

Adorei, principalmente o lugar dos livros.

Anna Vitória disse...

Del, que demais!
Sempre quis entrar numa dessas de reformar meus móveis, fazer coisas diferentes no meu quarto, etc. Acho muito mais legal quartos decorados e "construídos" por seus donos do que aqueles que parecem saídos de uma página de revista. Pena que não nasci com as manhas e com o talento, muito menos mamãe.
Meu sonho é pintar uma parede. Quem sabe um dia!
Seu cantinho vitoriano ficou apaixonante!
beijo

รяª Nathalia disse...

Ficou tão lindo.
já é o 2º blog que leio que fez essa restauração em móveis antigos.
Quando minha mãe comprar uma nova estante vou reutilizar a velha.
Irei pintar e tirar fotos haha.

Você por gostar de circo, já ouviu falar em Beirut?
Ó : http://www.youtube.com/watch?v=SWSz_PAfgNc

Ba Moretti disse...

CARAMBA! Queria ter todo esse pique pra renovar. AMEI o resultado das tuas ideias e a nova estante de livros ficou genial!

Nada mais gostoso que fazer do nosso canto, do nosso quarto, um lugar melhor :)

disse...

Amo esses móveis com cara de antiguidade. Sempre pensei em fazer isso na minha sala.

beijoos

Dea Carvalho disse...

Tudo um charme! Adoro coisa com cara do dono, sem aquela sensação de tá-no-shopping-todo-mundo-tem!

Beijo.

Postar um comentário