21 de agosto de 2012

Ultimamente...

... o Bonjour Circus tem servido exclusivamente para divulgar o meu primeiro livro. Por mais que eu evite falar sobre o assunto, fica difícil deixar de lado algo tão esplêndido que acabou de acontecer em minha vida. Peço compreensão! Aos poucos, as coisas voltam ao normal, tudo se ajeita no devido lugar e o lançamento do meu livro se transforma em passado. Só me deem mais um tempo para curtir esse momento.

... não tenho do que falar. Quer dizer, eu tenho, mas falta vontade. Meus pais estão sem se falar há um mês, continuo com a terapia, continuo escrevendo, continuo fazendo de conta. A vida segue, mas não sei exatamente para onde. Isso deveria me assustar, porém, o que realmente me preocupa é minha falta de interesse. Talvez seja uma metamorfose; aquela fase de mutações internas que não conseguimos acompanhar, que mudam e se movem do dia para a noite, e de repente, pronto, somos outra pessoa, somos adultos. Por outro lado, pode ser uma reticência perdurando mais que o usual.

... venho me sentindo inquieta. Eu sei bem o porquê - a tal da urgência. Do quê? De tudo. Eu tenho que, esse desgraçado. Volta e meia ele volta como se nunca tivesse partido. Não adianta, a auto cobrança está no sangue. Maldita herança. O jeito é aprender a conviver com isso; assim como aprendi a conviver com a asma e com minha inabilidade de adaptação.Quanto maior o passo, maior o caminho. Sempre.

5 comentários:

L.H.C disse...

Você tem que curtir o momento mesmo, Del. eu também estou querendo postar no blog, eu tenho que... mas agora até o notebook tá indo contra. Enfim, o que podemos fazer se não se acostumar? Vamos vivendo.

Jana B. disse...

Também acho que você tem que curtir o momento! Há quanto tempo você prepara Helena?! E agora ele está aí, vamos falar sobre isso até cansarmos! \o/

"Eu tenho que", esse infeliz... :/ O pior não é nem ele, é o tempo. Tempo que passa, corre, voa!

Pri Bragança disse...

Del, curta muito esse momento. O quanto quiser.

Quanto ao resto, acho que é normal passar por essas fases mesmo. Dê tempo ao tempo.

:D

Um beijo.

Ps.: Ansiosa pela chegada de Helena na minha casa!

Gleanne Rodrigues disse...

Curte esse momento Del. Todos nós vamos entender.
E as fases, elas passam. Mas enquanto aindas estamos confusas parecem ser eternas.
Beijo!

Nina disse...

Imagino a comemoração que você deve estar fazendo com relação ao teu livro. Compreendo sim e acho justo que cada frase tua se relacione a ele, porque sei do teu projeto e do teu esforço para publicar o "Helena". Meus parabéns, Del, de verdade. Você é uma guerreira. E inesquecível.

Postar um comentário