8 de outubro de 2012

O meme literário de um mês (2012) - Parte I

Eu resolvi participar do meme no blog Happy Batatinha porque sim. Eu não gosto nenhum pouco da ideia de postar todos os dias no blog - até porque não tenho tempo e as chances de dar errado são enormes -, mas tem tanta gente na brincadeira, que eu fiquei #chatiada por estar de fora. Só que eu resolvi postar as minhas respostas em grupos, ao invés de encher o read de vocês constantemente com informações (convenhamos) dispensáveis. Espero que o povo compreenda, espero que o povo continue votando em mim.

Dia 01 – Que livro você está lendo?
Comecei a ler dois, que impacaram: O Último Judeu, de Noah Gordon, e O Livro de Ouro da Mitologia, de Thomas Bulfinch. São livros legais, mas acabei atraída por outros dois, que estou lendo, lendo mesmo:

O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec. Mais de 600 páginas sobre a doutrina espírita, só 60 e tantas de introdução. Após assistir a um debate religioso na televisão, senti vontade de aprender mais sobre o espiritismo. Sou dessas que sente vontades assim. Não, não sou espírita. Sou mais curiosa do que religiosa. O livro, para quem quiser saber, é muito interessante. Kardec conta e explica cada fio de cabelo e discute religião através de um ponto de vista impossível de ser alcançado por nós, meros mortais.



Não te Deixarei Morrer, David Crockett, de Miguel Sousa Tavares. Estou numa vibe portuguesa, oh pá, e lendo tudo o que encontro de autores dessa nacionalidade. Até aprendi palavras novas e me sinto muito chique por isso. É um livro de contos, coisa que ninguém sabe fazer tão bem quanto os portugueses, que nada tem a ver com o título senão uma lembrança da infância do Miguel. Morri de amores em alguns títulos e estou preparando minha estante para receber outros exemplares dele. Vale a pena!




Dia 02 – Qual foi o último livro que leu e qual é o próximo livro que lerá?
Estação das Chuvas, de José Eduardo Agualusa, que mistura ficção com a guerra angolana. É um ótimo livro, eu quase acreditei que as entrevistas eram verdadeiras, mas como guerra angolana não é o meu assunto favorito, dei somente três estrelas na classificação. Recomendo mesmo assim.



  

O próximo livro que eu lerei... Não sei. Estou entre As Brumas de Avalon, de Marion Zimmer Bradley, e Dicionário da Idade Média, de Henry Loyn. Algo me diz que escolherei As Brumas de Avalon, pois preciso de inspiração para escrever Mysteria, um dos meus próximos trabalhos. Além do mais, ninguém merece livros enormes, um atrás do outro e se prender a mais de 500 páginas toda vez que começa uma leitura nova.


 


Dia 03 – Como você escolhe seus livros?
Primeiro, pelo título. Antes eu escolhia pela capa, mas estou conseguindo perder essa mania. Depois o autor e então leio a sinopse. Estou tentando mudar a ordem. Quero começar a ler a sinopse antes de qualquer outra coisa. O autor nunca me importou muito; quero dizer, ele não é fator determinante para eu ler ou não um livro, só porque é um José Saramago não quer dizer que eu vá ler.

Dia 04 – Você costuma ler certo livro só porque ele está em voga?
Quanto mais famoso, menor a minha vontade de ler. Não porque gosto de parecer cult, mas tenho observado que esses best sellers andam enganando muita gente. Alguns até sinto curiosidade de conhecer. "Um Dia", do David Nicholls, por exemplo, chamou a minha atenção e acho que vou acabar lendo mais cedo ou mais tarde. Enfim, não costumo ler livros em voga porque me decepciono em 99% das vezes.

Dia 05 – Você costuma ler graphic novels e/ou gibis?
Eu estava lendo os gibis do Thor, mas fui interrompida pela vontade de ler livros. Descobri que não tenho paciência para gibis. Prefiro romances suculentos, circenses, com centenas de páginas e sem reboots - o que costumam fazer aos montes na Marvel, DC e outras companhias. Gibis agregam um universo imenso, o qual não tenho saco para desbravar, pois quando começo a entender o que se passa, ou eles recomeçam do zero, ou acabo encontrando uma edição que pulei.



Dia 06 – Um livro que todos deveriam ler pelo menos uma vez.
O Mito da Beleza, de Naomi Wolf. É um livro que mudará sua vida. Todo mundo sabe que não sou adepta do feminismo, pois acho que hoje em dia isso virou mais bagunça do que causa. Mesmo assim, leio vez e outra algo sobre o assunto encontrando, algumas vezes, mais teorias da conspiração e paranoias do que fatos. O Mito da Beleza, porém, é um livro sério, estatístico, revelador e verdadeiro. Ok, não concordei com 100%, mas ele continua sendo uma leitura obrigatória para todas as mulheres (e para os homens que pensam com a cabeça de cima).


Dia 07 – Você já pensou em escrever um livro?
Já pensei, continuo pensando e sempre pensarei. Já lancei meu primeiro romance (essa palavra pesa demais, mas é o gênero) e já estou escrevendo outros dois. Não, não dá certo preparar duas obras ao mesmo tempo, mas é mais forte do que eu. Um deles, que é de contos, tem suas tímidas 10 páginas prontas e o outro, literatura fantástica, ainda é um feto. O importante é que ambos tem começo, meio e fim. Eu não sei se tenho talento ou não. Também não estou preocupada com isso. Para mim, basta escrever.



Dia 08 – Cite um livro que você gostaria que nunca acabasse. Por quê?
Olha, eu fico feliz quando o livro acaba, sabe. Tudo o que é eterno uma hora cansa. Digamos que eu adoraria que o Markus Zusak publicasse para todo o sempre. Aí sim! Ter milhares de obras inéditas dele é o ideal. Acho que o final do livro, muitas vezes, é melhor do que o enredo em si. Um livro sem fim acabaria com todo o objetivo da brincadeira.

Qualquer dia desses, eu publico o segundo grupo de perguntas do meme. Vou fazer o possível para vocês não girarem os olhos nem sentirem dores musculares ao se depararem (de novo!) com perguntas e respostas literárias no Bonjour Circus. Será um meme indolor, se Deus quiser.

2 comentários:

Mayra disse...

Esse meme é bastante interessante! Estou respondendo também! Helena é maravilhoso! Estou feliz em saber que já tem outros dois nascendo! Dos outros não tenho muito o que comentar, gosto mesmo é de ler as respostas, rs
Abraços <3

L.H.C disse...

As brumas de Avalon é muito amor, Del.

Postar um comentário