13 de dezembro de 2012

Se o mundo não acabar

Coisa chata, né, esse negócio de ficar confabulando sobre o fim dos tempos, calendário maia, asteroides e não sei mais o quê. Eu, que detesto participar desses "últimos assuntos mais comentados na sociedade", acabei ficando com vontade de tirar onda também. Vamos morrer contando as mesmas piadas, para variar. Dessa vez vou ser pessimista e acreditar que o mundo não acabará em dezembro, nem nunca, mas que pelo menos...

#01 TPM with lasers
Porque eu cansei de tentar matar as pessoas com a força do pensamento. Além de não funcionar, dá dor de cabeça. Eu quero lasers temperamentais para estourar cabeças, derreter lábios ou simplesmente para assustar e afastar meio mundo de mim. Quero abrir buracos em paredes, de preferência no décimo sexto andar, que é para jogar muitos lá de cima sem ter o trabalho árduo de abrir as janelas. Quero furar pneus de cerezumanos que só se acham machos quando estão atrás de um volante. Ficando vesga, posso fazer uma cirurgia plástica no meu nariz. As chances de dar errado são enormes, gigantescas, mas não levo nada em conta quando estou na TPM.

#02 Cada padrão no seu quadrado
As gordinhas estarão no topo da cadeia alimentar masculina. As narigudas serão requisitadas cada vez mais para tirarem fotos de perfil e pararem direto na capa da Vogue. Será uma delícia ver as recalcadas correrem para as clínicas ou arrancarem com as unhas mesmo as aplicações de botox! Silicones serão abandonados nos córregos e causarão a maior enchente que São Paulo já viu. Sneakers e crocks serão queimados em uma homenagem saudosista a queima de sutiãs. Louras ficarão verdes porque, na pressa da mudança, vão errar o tom da tintura. Academias irão falir e seus donos investirão em pet shops porque, afinal de contas, os animais são as únicas coisas que prestam nesse mundo.

#03 Eu aceito, e o meu coração continua aberto
As pessoas, finalmente, vão aceitar as opiniões contrárias e os diferentes pontos de vista a respeito do mesmo assunto. Nenhum pau no cu usará a máxima "isso é inveja, vai fazer mellhor" porque descubrirá, em tempo, que ele não é nem mesmo capaz de ser melhor quanto mais exigir que alguém se supere. As virgens irão parar de tomar as dores de seus ídolos e entenderão que a crítica não é direcionada à elas. Os intelectuais e os pseudos vão ter preguiça de bufar e desdizer a própria sorte de nascer no Brasil, ora bolas. Aliás, os meia boca também vão deixar os intelectuais e os pseudos em paz porque, veja só, eles não são obrigados a gostar das mesmas bostas só para parecerem tão medíocres quanto. E todo mundo ficará em paz porque estarão ocupados cagando e percebendo que são os únicos que sabem a forma preferida de dobrar o papel higiênico.

#04 Inverção de papeis
Homens formarão um grupo de ajuda contra a repreensão feminina, que criou padrões absurdos de beleza para eles. Eles vão chorar em um canto escuro com o dedo na boca e em posição fetal porque sofrem agressões físicas das esposas e namoradas, mas as juízas estarão distraídas com processos do mensalão-maternidade e inseminações artificiais que deram errado, logo, não poderão cuidar desses casos triviais. Homens terão que trabalhar fora, fazer revisão com outros pais numa espécie de creche comunitária e tudo isso de terno e gravata, caso contrário, serão estuprados por uma boneca inflável robótica na primeira esquina.


#05 Cura do fatalismo
Se o mundo não acabar em 2012 depois de tudo isso que fomos obrigados a ouvir, assistir e ler... Queridos, eu mato o primeiro que se abestar em dividir com a humanidade qualquer outra teoria de catástrofe universal. Chega de interpretar ao seu modo os antigos e sua simbologia. Chega dessa ânsia em ter no encalço uma desgraça iminente. O mundo está acabando desde o seu início, não precisamos de cientistas solitários e frustrados para nos lembrar disso com grandes doses de pânico e dramatização. Vai acabar quando tiver de acabar, sente e espere.

11 comentários:

Andreia disse...

"Vai acabar quando tiver de acabar". Não poderia ter sido mais perfeito! *-*

Gleanne Rodrigues disse...

Já estou esperando, com uma tigela de pipocas e um óculos 3D.
P.S.: Ri muito com o item #04.

Israel Bonfim disse...

Estuprados por uma boneca inflável, e robótica?. Meu Deus do céu! que cruel!

Dea Carvalho disse...

Sentada e esperando! Ah! E também quero lasers!

Rick disse...

E verdade. O mundo esta constantemente se acabando... Desde o começo.

E não vai acabar assim, rápido, mais lentamente, por que devagar é bem pior.

"_"

Ana Flávia Sousa disse...

hahahahaha. Adorei!
Me diverti e: queria poder fazer muita coisa dessa aí da tpm.

Mia Sodré disse...

"No uterus, no opinion" - Rachel sabia das coisas, hahaha!
ADOREI mesmo. Vontade de dar print em tudo e colocar no facebook. Sério, ficou perfeito... Eu quero lasers. Eu quero lasers de Natal, caramba! hahaha

Anna Vitória disse...

Del, você é fantástica!
Me odeio por estar vindo cada vez menos aqui no BC - por pura falta de tempo, juro! -, já que toda vez sou recebida com um texto incrível!
Tatuarei nas costas o último item no dia 21.
beijos

Anna Vitória disse...

Ah, e muito obrigada pelo selinho! Vindo de você significa bastante ;)

Anônimo disse...

Essa foto do Instagram do Dani é a capa do seu livro não é?
http://instagram.com/p/TH8eReG8-f/

Cacá disse...

TPM with lasers <3 <3 <3 eu apoio essa idéia! hahaha.

Del, tem um meme pra vc lá no meu blog:
http://alife-ordinary.blogspot.com.br/2012/12/meme-de-ano-novo.html

Postar um comentário