22 de maio de 2013

A arte de (não) secar o desodorante

Desde pequena tenho problema de sudorese (transpiração para os leigos, oui). Suo demais e não há desodorante que aguente o tranco. É incomodo, muito incomodo não poder usar blusas de determinadas cores porque a certa altura do dia estarei abrindo uma pizzaria, se é que você me entende. Mas eu não tenho vergonha do caso, assim como falo sobre meu ciclo de boa nas internets! Já tentei de tudo: cremes, roll on, aerosol, só faltou usar absorvente ou massa corrida. O mercado não anda nenhum pouco criativo nesse conceito de secabilidade apesar do esforço em nos vender até pérolas, prata e sal marinho em composições suspeitas.

Há anos que estou mudando de marca e embalagem sem sucesso algum. O aerosol me causa crises de asma porque empesteia o ambiente inteiro, saio com desodorante até nos cabelos. O creme toma um tempo precioso com essa história de passar na pele toda por igual e massagear e nossa, estou atrasada por causa de um desodorante, socorro. O roll on... Bom, esse eu nem preciso explicar. Acho que estamos de comum acordo quando o assunto é ficar com os braços em forma de cabide esperando essa meleca secar. E não seca. Você pode abrir a janela, ligar o ventilador ou pedir para alguém soprar - seu suvaco vai continuar molhado e gosmento.

Atrizes de sorriso perfeito levam uma vida dinâmica do barulho em comerciais, e eu nem preciso andar até a esquina da rua para me sentir desconfortável. “O problema está comigo, só posso ser anormal”. O problema é o meu suvaco antissocial e não a indústria que fabrica apenas dois desodorantes (masculinos) realmente eficientes.
A Proteste Associação de Consumidores avaliou 12 desodorantes em aerossol, sendo 5 femininos, 5 masculinos e dois unissex e constatou que nove deles induzem o consumidor a erro ao informarem que têm efeito por 24 horas. Apenas três desodorantes realmente resistem por um dia, por isso a Proteste encaminhou os resultados da avaliação à Anvisa para que os rótulos sejam reformulados.
Eu não sei mais como viver em um país tropical sem desodorante, com a axila grudando por culpa de produtos mentirosos e ainda por cima tendo de andar por aí com blusas pretas para não tornar pública a minha sudorese desenfreada. Não é sempre que dou atenção para as feministas de plantão, mas dessa vez sou obrigada a concordar: inventam canetas para nós, mas não dão um jeito nesses malditos desodorantes.

Se você souber de algum produto orgânico eficaz, por favor, me avise. Se conhece alguma mandinga, também estamos aceitando. Receitas, terreros, rezas, pular sete ondas, comer uva pulando num pé só, qualquer coisa será testada e devidamente anotada no meu livro de pesquisas científicas da S.H.I.E.L.D. em prol da liberdade feminina de correr à beira do mar com os braços abertos. Enquanto isso, Terry Crews faz uma demonstração de como os desodorantes funcionam para os homens e como deveriam funcionar para nós, mulheres. Até a próxima.

5 comentários:

Dea Carvalho disse...

PO PO PO PO PO PO POWER!

Gabi disse...

Gente, esse vídeo é muito sinistro hahaah nossa, muito estranho. Mas o PO PO PO PO PO PO POWEEER fica na cabeça!
Del, a única solução que eu conheço pro teu problema, infelizmente, é cirurgia...

Nati disse...

Também já testei vários desodorantes e o único que deu certo e que eu uso há anos é o em creme da natura, testa, talvez dê certo pra ti também. Beijos

Mundo de Nati
@meuamorpravoce

Paloma disse...

Eu também tenho problema de sudorese, Del. Mas é só nas mãos e nos pés, então a vida é um pouco mais fácil (tirando quando eu estava alfabetizando e meus cadernos ficava ensopados de suor). Desodorante para mim, só o aerosol mesmo, o roll-on não preciso nem comentar, e nem sabia que existia desodorante em creme.
Mas-contudo-porém, eu tenho sim uma dica para você. É uma prima minha que tem o costume de usar, então não posso dizer com toda a certeza que funciona, mas acho que não custa tentar: polvilho antisséptico. O problema dela é diferente do seu (é o cheiro, mesmo com desodorante), mas como é em pó, imagino que possa se aplicar ao seu caso também.
Se for testar, depois me diz o resultado!
Beijos.

Rick disse...

hehe. é a vida. "_"

Postar um comentário