21 de novembro de 2015

Tem alguém aí?

Desde o dia em que decidi me dedicar mais a minha loja virtual algo se transformou dentro de mim. Foi como se uma prioridade subisse um degrau enquanto várias outras desciam outro. Eu sabia que mais cedo ou mais tarde eu teria que dar esse passo e parar de me contentar com encomendas, ou com o boca-a-boca. Pois esse momento chegou e percebo que houve toda uma mudança profunda de foco. Basta olhar para o Bonjour Circus, que mudou bruscamente de “editorial” já que eu não paro o que devo fazer para vir aqui escrever quatro ou cinco parágrafos.

O problema não é tempo. Eu sempre soube administrá-lo e não me faltam ferramentas online para ajudarem nas horas mais apertadas. O buraco, na verdade, é mais embaixo. Eu não vejo motivos para vir aqui contar qualquer coisa que seja. E o pior de tudo é que minhas filosofias baratas agora dão preferência ao meu journal. As reflexões são reservadas para as meditações diárias. No resto do dia estou bordando e costurando, buscando referências, tendências e inspirações, procurando furar meu dedo o menos possível com a agulha de feltragem.

Cheguei a cogitar a possibilidade de estar sofrendo “a crise dos 30” de uma maneira boa e ao mesmo tempo caótica. Só vou completar minha terceira década em 2017, mas talvez este seja meu subconsciente me preparando para o choque de realidade. “Você precisa mudar e tomar jeito na vida”. Fiquei realmente preocupada quando percebi que estava observando a maternidade sob um novo ponto de vista. Isso, para quem me conhece, é alarmante. Sinto (todos sentem) que estou em um limbo, perdida entre o que fui e o que vou ser. Eu não conheço essa nova pessoa apesar de saber de onde ela está vindo.

Tomei várias decisões e me sinto determinada como não me sentia há anos. Acredito que essa fase conturbada esteja se refletindo aqui no blog. Na falta de alguém para escrever sobre – pois estou ausente de mim mesma – optei por atualizá-los com o que me agrada. No fim das contas, achei melhor do que fazer menos sentido do que o costume, ou abandoná-los. O meu intuito é manter o blog pessoal e continuar aproximando os meus leitores de mim, e uns dos outros. Mesmo assim, com tudo bagunçado, estou curtindo essa etapa e tirando o melhor possível dela. Espero que vocês também.

Continuamos amigos?
Então, está bom!

2 comentários:

consoante g disse...

seguir da forma que acha melhor, que lhe convém, sustenta o caráter pessoal do blog. quanto as 'filosofias baratas', elas são válidas enquanto vividas, depois, perde seu baixo valor. não estar mais em 2005 e manter um blog como diário aberto, é complicado, sobretudo por não ser físico e engavetável.
por fim, acho que não há blogs pessoais que ande mal das pernas, no máximo, ele ganhou autonomia e fugiu da blogsfera. tal como seu dono.

abraços.
http://consoanteg.blogspot.com.br/

gostodecanela.net disse...

Claro que todo mundo aqui continua amigo e acredito que todo mundo aqui entenda essa situação pra l[á de especial que é desenvolver algo próprio, fazer tudo sozinho e ainda dar conta da vida que se tinha antes desse passo. Sempre mudamos com isso, não tem como...

por mim, todo apoio do mundo, ainda mais com alguem que é super super querida e com uma loja chamada "nuvem canela" hahahaha <3

beeeijos e que você tenha muito satisfação em fazer suas coisas <3

Postar um comentário