27 de novembro de 2015

Writing about Miranda, are we?!

Eu estava pensando em escrever um texto com os cinco melhores momentos do seriado Miranda, mas daí me dei conta de que quase ninguém no Brasil assistiu. É provável que eu tenha sido a única, aliás. Então é melhor dar uma rápida explicação do que se trata, chorar minhas pitangas com o finale e vida que segue.

Muito amor envolvido! ♥

“Miranda” foi um seriado britânico da BBC One idealizado, escrito e protagonizado por Miranda Hart, a melhor pessoa da Terra. De verdade. O roteiro se baseia no cotidiano da protagonista: uma mulher de 35 anos, solteira, que vive em um pequeno apartamento que fica em cima da sua loja; onde trabalha sua melhor amiga, Steve. Miranda é completamente apaixonada por Gary, o chef do restaurante ao lado. Por ser alta, desengonçada e não ter traços muito femininos Miranda volte e meia é chamada de senhor e passa por muitas situações sociais constrangedoras – é aí que mora toda a ideia central do seriado.

Não consigo me viciar em séries. Na verdade, até hoje abandonei a maioria delas pela metade com exceção de Friends e Seinfeld, que é um dos meus seriados favoritos. Tentei acompanhar Call the Midwife (onde Miranda Hart também tem uma personagem) e, apesar de ser ótimo, acabei me esquecendo de assistir aos novos episódios.

Com Miranda foi diferente desde o início. Estreou em 2009, mas só o descobri através do Tumblr em 2011. De lá até janeiro de 2015 não perdi um episódio sequer. É impossível não se identificar com Miranda e não rir com os foras que ela dá – e olha que eu sou muito difícil de agradar quando se trata de comédia. Houve uma época em que eu assistia aos episódios (repetidos mesmo) todos os finais de semana!


Em 2012/2013 foi lançada a terceira temporada. O que nós que acompanhávamos não sabíamos era que seria a última. Miranda Hart não queria mais escrever e interpretar uma personagem autodepreciativa. Miranda, seu personagem, sendo uma mulher solteirona e submissa à mãe não combinava mais com Miranda Hart, que cresceu bastante profissionalmente, nem com o mundo, que mudou bastante desde 2009. Eu quase chorei. Compreendi a escritora e cheguei a dar razão – que fim Miranda poderia ter? Mas o meu coração murchou.

O problema é que o último episódio da terceira temporada deixou muitas lacunas abertas. E se você pretende assistir esse seriado depois de ler meu texto recomendo que pule todo este parágrafo, que estará cheio de spoilers! Pois bem, Miranda é pedida em casamento tanto por Gary, o chef do restaurante, quanto por Michael, um repórter que apareceu por acaso em sua vida. O episódio termina assim, do nada, com ambos ajoelhados e logo em seguida Miranda anuncia o fim da série. Depois, obviamente, ela decidi gravar dois especiais de Natal para encerrar o roteiro. E o resultado, pelo menos para mim, não foi satisfatório...


Bom, não vou dizer o que acontece nos dois especiais de Natal gravados para encerrar o seriado. Pode ter sido um final óbvio para alguns, porém Miranda nunca foi óbvia para mim. Por isso eu amava cada temporada. Quando foi anunciado seu término encontrei novamente a velha frustração que senti ao descobrir que Carnivale havia sido cancelada. Eu estava no início da primeira temporada, muito empolgada e acabei abandonando no terceiro episódio depois desse balde de água fria.

Enfim, Miranda acabou de vez! A atriz tentou deixar algo em aberto na última cena do especial, mas sabemos que terminou. Os dois últimos capítulos não tiveram o mesmo clima da série como um todo. Acho que Miranda perdeu mesmo as razões que tinha para continuar. O que é uma pena porque, sinceramente, era uma história para render ótimas temporadas por mais uns três anos, no mínimo. Não existem episódios legendados em português, mas estão todos disponíveis nos torrents da vida e nessa internet sem porteira. Eu recomendo muito! Miranda deixa uma saudade enorme, que só pode ser suprimida assistindo milhares de vezes sem conta às temporadas antigas.

4 comentários:

Luuh C. disse...

Amo indicações de seriados. Estava mesmo precisando. Urrul!
Nunca ouvi falar, mas parece ser tão legal, que já vou procurar para baixar.

<3

Jessica Laviere disse...

Confesso que vou correr pra procurar, amo esse tipo de indicação e vindo de alguém que gosta de friends não tem como ser ruim.

Yuu disse...

Del, sua leitora (quase) fantasma aqui deu um verdadeiro salto quando leu este post no Feedly e abriu o notebook com tanta violência para vir comentar que quase o quebrou. Mas, em minha defesa, também acreditava que era a única pessoa no Brasil que assistiu Miranda, por isso o entusiasmo transbordou aqui dentro de mim.

Ontem mesmo eu estava pensando que se eu fosse fazer uma retrospectiva de melhores livros e séries de 2015, Miranda com certeza encabeçaria a lista. Assisti a série toda numa sentada só no começo do ano, lamentando horrores não tê-la descoberto antes e sim depois o fim. Acho curiosíssimo o fato da melhor série de comédia do mundo (pois sim) ser britânica, já que o estereótipo do humor britânico é ser questionável, coisa que só eles mesmo entendem e acham engraçado. Isso prova o quanto Miranda Hart é incrível na sua carreira de comediante. Admiro muito o fato de que ela soube rir da própria desgraça e representar as verdadeiras socially awkward people nessa série. Apesar de o elenco ser pequeno, Gary é um personagem muito amor, e a amizade entre a Miranda e a Stevie é tão infantil que é lindo de ver. Num momento elas estão competindo sobre qualquer coisa, no outro estão se abraçando e dizendo "lovu" - e, quero dizer, quem nunca?

O final da série foi meio decepcionante, porque as mudanças com a Miranda aconteceram de forma brusca e isso quebrou o ritmo da série, na minha opinião. Ainda assim, penso em reassistir todos os episódios logo menos, porque sim.

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/e8/ab/b7/e8abb7ed0914e19ee2fdb17c52c3003a.gif

Alice Farias disse...

Sou péssima seguidora de séries, depois de Felicity (minha preferiiiiida <3) eu só assisti a primeira temporada de Sense8 (amei pra carammmmba!) e fim. Mas e isso, muito triste mesmo curtir muuuito uma série e ela acabar!

Bjus.

Postar um comentário