19 de janeiro de 2016

Cinco aplicativos para o seu jardim (+ bônus)

Quando eu era mais jovem (e achava que já sabia de tudo) prometi a mim mesma que jamais – veja bem, jamais – perderia meu tempo com jardins. Eu observava minha mãe gastar seu tempo livre com regas, podas, plantio e não entendia que graça ela via naquilo. Eu não tinha paciência para plantas, não gostava de mato e não encontrava razões para sujar as mãos de terra, ou para ler livros sobre orquídeas. “Isso é coisa de velho”, eu resmungava do alto dos meus quinze anos.

Bem, parece que o jogo virou, não é mesmo? Não só estou tentando cultivar um bonsai do zero como estou cuidando do pé de romã, apostando minha honra nisso! Também peguei uma muda de amoreira na praça perto de casa e replantei em um vaso (oremos). Agora, eu não sei se já estou velha (segundo os meus geniais conceitos adolescentes), ou se tomei juízo.

É, dá na mesma.

Calma, que piora: tenho vários projetos de hortas, vasinhos para ervas e meu objetivo é comprar cada vez menos em supermercados e produzir cada vez mais no meu quintal. O próximo passo, claro, é dominar o mundo (ou, quem sabe, plantar batatas em Marte). Com tudo isso, naturalmente acabei colecionando aplicativos no meu celular, pois hoje em dia não somos nada nem ninguém sem a internet.



O que mais gostei nesse aplicativo foram as combinações: quais plantas podem ser plantadas juntas e quais devem permanecer afastadas. Eu, bem louca, tinha planos de construir um único local com vários vasos e mantê-las todas unidas como uma família feliz. Jamais se passou pela minha cabeça que não posso plantar tomates perto de brócolis. Não que eu esteja pensando em horta de brócolis, mas foi o primeiro exemplo que me veio à cabeça.



A maioria de vocês deve ter acompanhado minha saga. Pois bem, foi daí que surgiu a ideia de baixar algum aplicativo, qualquer aplicativo, pelo amor de deus, para ver se a coisa anda. Desse, gostei da classe de bonsais e do calendário de cuidados – o bonsai exige muita atenção e depende de inúmeros detalhes para que cresça e apareça. Cruzem os dedos!


Minha melhor descoberta de 2015, com certeza. Sou aprendiz nesse negócio de jardins e não sei nem metade dos nomes das plantas que mais gosto. É ridículo ir comprar sementes nas lojas. Faço mímicas para o vendedor e o que deveria ser um negócio rápido e lucrativo se torna um jogo de adivinhações. Eu me sentia retardada e até evitava esse tipo de transação financeira. Agora, antes de ir à loja, tiro uma foto do exemplar que tenho em casa e chego preparada.



Dizem que serei uma ótima avó porque sempre que reclamam de um pum atravessado para mim eu tasco uma receita caseira e funciona. Outro dia aconselhei um colega a colocar um pedaço de couve em cima da afta. Ele riu na minha cara, mas mais tarde mandou uma mensagem no Whatsapp dizendo que a afta havia sumido mesmo. Pois é. Esse aplicativo é um bom catálogo. Uso para escolher melhor o que plantar na minha “farmácia”. Todavia, fica a dica de tomar cuidado antes de experimentar certas coisas. Tenha bom senso.



Assim como fiquei conhecida como a louca da folha de couve na afta, logo serei a hippie das ervas também; e não vai adiantar fazer piada porque tenho orgulho disso. Estou no início dessa alquimia natureba e o Grow Organic Herbs está me ajudando a conhecer melhor as plantinhas mágicas. Não vejo a hora de estender um pano no quintal para secar, sei lá, alecrim ao sol e ser chamada de macumbeira pelos vizinhos.


Daí você me diz: “eu não tenho saco, ou tempo, ou espaço para fazer uma horta em casa”. Então o Feiras Orgânicas indicará a feira de produtos orgânicos mais próxima de você. Esse aplicativo facilitou muito minha vida; a busca por feiras orgânicas no Google nunca foi organizado o bastante para mim, acho que as informações estão muito dispersas. Talvez você encontre minha barraca porque é possível que eu tenha um estoque considerável de verduras e frutas caso leve esse negócio de horta a sério. Nunca se sabe.

2 comentários:

Fatima Teixeira disse...

São óptimas sugestões! Eu tinha em Portugal os meus canteiros de janela cheios de especiarias, sobretudo salsa que com o passar dos anos ficou com aquele cheirinho forte de salsa caseirinha! Aqui no Canadá as especiarias são caras, os tomates então nem se fala, os preços variam de barato a caro rapidinho dependendo da época... uma caixinha de morangos estavam estes dias acima dos $10... Já tentei plantar mas os esquilos até agora deram-me cabo das plantações!!! Estou "re-planeando" a situação... Todas as sugestões são bem recebidas!!!! :-) Mas estou como tu, tentando "dominar o mundo" pra evitar supermercado!

Feliz 2016 para ti!

Fátima,
www.musicacomcafe.net

Menina Rosa Store disse...

Muito legais!!! (Quando eu lembrar a senha do meu iCloud, viu baixar. #oremos)
Tentei fazer uma hortinha na casa da minha mãe... Se não fosse uma tempestade de gelo, a hortinha estaria lindinha...
\o/
Essa de plantar batatas em Marte...foi isso mesmo o que quis fazer depois da tempestade...
rs
Bju!

P . S . #vamos_acompanhar ...tentarei fazer novameeeeeente uma hortinha somente com temperamos...

Postar um comentário