26 de março de 2016

O limbo

Eu olho para o bloco de notas em branco e não tenho a mínima ideia do que estou fazendo, ou do que pretendia fazer ao abri-lo. Se eu tinha algum objetivo, ele acabou por escorrer pelo meu nariz – porque eu amo o outono, mas vou ter crises de rinite alérgica todos os dias a partir de agora. Segure a minha mão! As coisas estão um pouco desajustadas e não sei o que me fez parar para escrever aqui. Bem pode ser a minha promessa de respeitar meu horário de trabalho, mas é provável que eu esteja apenas fugindo das responsabilidades.

Pois, vou te contar: à beira dos 29 anos, eu comecei a degringolar. Está um pouco assustador, eu diria. Caótico, seria a palavra, só que estou tentando maneirar no drama. Esses dias fui ao cartório eleitoral (não sem rir internamente com trocadilhos envolvendo zona, veja você) e, nossa, como eu sou adulta. Há uns dez anos eu estava para transferir meu título de zona (risos). Não fiz antes porque, além de cagar de medo de ser contemplada com a honra de trabalhar como mesária, eu tinha pura preguiça de encarar o serviço público. Vamos combinar: contato de primeiro grau com qualquer tipo de funcionário público nem sempre acaba bem. Cheguei atrasada (obrigada a todos os envolvidos) e a transferência foi tão rápida que, no fundo, eu senti vontade de ser adulta mais vezes.

Já passou, a vontade.

Daí você me diz: “ser adulto não é uma questão de vontade”, e eu lhe digo: challenge accepted. Quando acordo depressiva, não tem ataque nuclear que me tire da cama para salvar minha vida. Ontem, por exemplo, eu deveria ter ido ao banco. Pergunta se eu fui. Não, e não pretendo ir pelos próximos seis meses. Agência bancária, de acordo com minha teoria, é o purgatório na Terra. Você só é obrigado a ir se tiver muitos pecados para purificar. Enquanto me comporto bem, não vejo razões para aparecer lá.

Mas não pense que estou acomodada nesse limbo que me anula entre os 28 e os 30 anos. Estou caprichando nos mantras, na energia positiva, estou distribuindo “gratidão” para quem quiser ouvir e tentando acumular um karma bacana. Não que esteja resolvendo os meus problemas, mas pelo menos não atrapalha. Até descobri, na ânsia de melhorar para o meu lado, um aplicativo novo de meditação muito bom. Segue a dica: Meditare! Possui meditações guiadas (de 5 à 10min.) e silenciosas, podendo escolher quantos minutos quiser. Para você ter uma ideia desisntalei todos os outros apps de meditação, de tão bom que esse é.



Então, está bem. Eu só queria mesmo avisar que as coisas estarão totalmente fora do lugar. Pelo menos até eu completar 30 anos, o que só acontecerá no ano que vem. Se alguém por aí tem 29 anos, por favor, compartilhe comigo como é sobreviver a essa neblina. Eu jamais imaginei que conheceria um período pior do que os 13 anos. Para você ver, a gente está aqui para morder a língua.

5 comentários:

Oh, Laila! disse...

Eu também tô na pressão dos 30. Esse ano faço 29 e nem tenho minha vida encaminhada... Tudo são planos/sonhos ainda.

Oh, Laila! disse...

Eu também tô na pressão dos 30. Esse ano faço 29 e nem tenho minha vida encaminhada... Tudo são planos/sonhos ainda.

Alessandra Rocha disse...

Del.. to pensando em começar a meditar e to fuçando todos seus posts sobre o assunto, ainda acho extremamente difícil limpar a mente mas to indo aos pouquinhos, lendo bastante e etc... Espero que as coisas saiam dessa zona do caos e que você sinta paz logo <3 força!

grande abraço! <3

Nicas disse...

Preciso transferir meu título também. Por causa de uma dessas coisas que degringolam a vida da gente, não consigo ir ao antigo bairro que eu morava sem ter umas boas crises de ansiedade. Também tenho preguiça do serviço público. E eu vou rir por causa da ~zona~. Então voc~e não está sozinha em nenhum dos sentimentos. toma aqui meu abraço e a gente chega lá.

Renata disse...

Del, eu estou com 27 anos, mas me sinto muito parecida com o que você tem dito sobre você. Não sei o que é, não sei como resolver, só sei que cansei dessa vida de adulta. hahaha
Eu tentei meditar algumas vezes, mas ainda não tive sucesso :~
Beijos

Postar um comentário